quinta-feira, 19 de março de 2015

Salgueiro vence Náutico e se classifica na Copa do Nordeste

Lessa foi o destaque da partida marcando dois gols (Foto: Daniel Gomes)
O Salgueiro fez a festa no interior. Jogando de forma aplicada, o Carcará venceu o Náutico, por 3 a 1, no estádio Cornélio de Barros, garantindo sua presença na próxima fase da Copa do Nordeste. O Náutico decepcionou. A equipe não se encontrou em campo, buscou o ataque, mas não conseguiu penetrar na defesa adversária. 

A festa do Salgueiro começou aos 23 minutos do primeiro tempo, quando Anderson Lessa abriu o placar. Logo depois, Ranieri ampliou. No segundo tempo, o Náutico foi ao ataque e ficou exposto. O Salgueiro, aos 23 minutos, aproveitou e, após contra-ataque, Lessa fez mais um. Nos minutos finais, Josimar diminuiu para o Timbu, mas não teve jeito. O time alvirrubro deu adeus à Copa do Nordeste. O Salgueiro segue firme e forte. 

BOA PRIMEIRA FASE
O Salgueiro fez uma campanha surpreendente no Nordestão. O time do técnico Sérgio China terminou a primeira fase da competição com dez pontos, na liderança do grupo C. O Carcará não perdeu uma partida sequer. O Salgueiro teve o melhor ataque, com nove gols marcados e sofreu 4. A equipe do interior vai para a segunda fase cheio de confiança.

ARTILHEIRO
Anderson Lessa, definitivamente, confirmou que tem faro de gol nos jogos diante dos clubes da capital. O atacante se movimentou bem, infernizou a defesa e balançou as redes do Náutico duas vezes. Para abrir o placar, num lance de coragem, meteu a cabeça na bola após uma verdadeira "bomba" do meia Vitor Caicó. Depois, para fechar a vitória, o atacante estava livre para empurrar a bola para as redes, após jogada de Valdeir, sacramentando a vitória. Lessa vive uma grande fase no Carcará. É a principal arma do time para a próxima fase do Nordestão.

Por GloboEsporte.com

segunda-feira, 9 de março de 2015

Estreia do Salgueiro na Série C será fora de casa, contra o Botafogo-PB

Carcará e Belo se enfrentam na primeira rodada da Série C (Foto: Kleide Teixeira)
A estreia do Salgueiro no Campeonato Brasileiro da Série C será fora de casa, contra o Botafogo-PB. A data da partida ainda não foi definida, podendo acorrer no dia 16 ou 17 de maio. Assim como aconteceu na última edição, o Carcará ficou no Grupo A, na companhia de Águia de Marabá, América-RN, ASA, Botafogo-PB, Confiança, Cuiabá, Fortaleza, Icasa e Vila Nova. 

O primeiro jogo do Salgueiro dentro de casa está previsto para o dia 23 ou 24, contra o Águia de Marabá. Na sequência, o time pega o Icasa, em Juazeiro do Norte. 
Em 2014 o Carcará chegou até a segunda fase da Série C.  A chance de subir para a segunda divisão esbarrou nos duelos contra o Mogi Mirim. O Carcará perdeu o primeiro jogo em casa e empatou o confronto decisivo, no interior paulista. 
Por GloboEsporte.com

Reforço: Alemão é o novo atacante do Salgueiro para esta temporada

Atacante chega para brigar por vaga de titular (Site Oficial do Crato)
A diretoria do Salgueiro anunciou mais uma novidade para ajudar o elenco durante esta temporada. O novo reforço do Carcará  é o atacante Alemão, que estava no Serrano-BA. O jogador de 30 anos fechou contrato até o final do ano, já se apresentou e começa as atividades com o grupo nesta segunda-feira. 
Além de ter atuado no Serrano, Alemão tem passagens por times como o Vitória da Conquista, América-RN e Crato, onde foi  um dos goleadores do campeonato cearense, em 2013. 
Com a chegada do novo atacante, o técnico do Salgueiro, Sérgio China, passa a ter sete opções para o ataque. Além de Alemão, o elenco tem os atacantes Anderson Lessa, Gustavo Alves, Cicinho, Júlio Alves, Kanu e Paulo Júnior.
Por GloboEsporte.com

domingo, 8 de março de 2015

Salgueiro é mais objetivo em jogo morno e vence Santa Cruz por 1 a 0

Carcará faz mais uma vítima no seu ninho (Foto:Tiago Medeiros)
Salgueiro e Santa Cruz fizeram, neste domingo, um jogo parelho, em muitos momentos moroso - salvo em parte da etapa final - e com muitos erros de parte a parte. Decidido nos detalhes, os donos da casa aproveitaram a única oportunidade clara construída, com Anderson Lessa, e venceram o confronto por 1 a 0, no Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro, pelo Campeonato Pernambucano. Além da queda, os tricolores amargam a saída do G-4 do hexagonal do título do Estadual,  com sete pontos.  O Carcará, por outro lado, deu um salto na classificação, saindo do rebaixamento e encontrando espaço na zona de classificáveis para as finais da competição.

Anderson Lessa entrou no decorrer do confronto para dar a vitória ao Salgueiro. Num lance pela esquerda, todo armado pelo meia Cássio Ortega, o ex-atacante do Náutico só teve o trabalho de colocar para dentro, de carrinho - como legítimo centroavante. Ele explodiu de alegria pelo reencontro com as redes, depois que voltou a jogar como profissional.

Os tricolores voltam a campo no próximo domingo. Como não participam da Copa do Nordeste, terão uma semana de trabalhos para enfrentar o Central, no Arruda, às 16h, pelo Campeonato Pernambucano. O Salgueiro vive o outro lado da moeda. Os sertanejos, na próxima quarta-feira, defendem a liderança do Grupo C do Nordestão, contra o Piauí, no Albertão, às 20h30, em Teresina.
POUCA PRODUÇÃO
A lentidão foi característica determinante dos primeiros 45 minutos. E tem uma explicação. Nos momentos iniciais,  o estudo era nítido dos dois lados. O Salgueiro tentava decifrar as armas que o Santa Cruz tinha a apresentar. E se mostrava precavido. Já os tricolores, do outro lado, gastavam tempo para conhecer os atalhos do campo, menor e mais duro que o do Arruda. Complicação maior para abrir a partida era também a boa formatação do setor defensivo apresentada por ambos. Por isso, os erros de passes eram frequentes, principalmente nas imediações da área adversária. Um lance ou outro de perigo, via-se quando as equipes aceleravam as trocas de passes. Mas com Raniel, pelo Santa Cruz, e Cássio Ortega, pelo Salgueiro, poucos inspirados - eram alternativas naturais para quebrar as barreiras -, a etapa não saiu do 0 a 0.
DEU CARCARÁ
Pode-se dizer que as equipes voltaram animadas para o segundo tempo. O Salgueiro muito mais, no entanto. Na realidade, os sertanejos apostaram na volúpia. Na vontade acima de qualquer coisa. O Santa Cruz, mais objetivo, e com aposta no jogo tático, sofria com as ações dos adversários. Na tentativa de igualar o encontro, tanto em volume como em velocidade, o técnico Ricardinho lançou Emerson Santos e Anderson Aquino, formando um quarteto ofensivo com Waldison e Raniel. Era promessa de um confronto aberto, com os dois buscando a vitória. Melhores, os donos da casa abriram o placar aos  29, com Anderson Lessa, após cruzamento da esquerda. A seguir, a disputa ficou nervosa. Os corais se jogaram no ataque, enquanto os salgueirenses se safavam como podiam. No fim, deu tudo certo para o Carcará, que saiu da lanterna da competição.
Por GloboEsporte.com



sábado, 7 de março de 2015

Atacante Paulo Junior do Salgueiro é internado com sintomas de anemia

Gerente de futebol informou que o atacante foi internado por conta de  uma anemia (Foto: Héliton/Site oficial do clube)
O atacante Paulo Júnior desfalcará o Salgueiro no duelo desse domingo contra o Santa Cruz. De acordo com o Gerente de Futebol do Carcará, Carlos José Araújo, o atleta foi diagnosticado com um quadro de anemia e acabou sendo internado em uma clínica na cidade de Juazeiro, na Bahia. 

– Ele estava com a garganta inflamada, o médico examinou e achou melhor internar. Foi só uma anemia – explica Carlos José.

De acordo com o dirigente, Paulo Júnior está sendo acompanhado pela esposa e alguns membros da diretoria do Salgueiro. O atacante chegou ao clube  no início de fevereiro e estreou na vitória de 3 a 0 contra o Moto Club, marcando dois gols. 

Por 

domingo, 1 de março de 2015

Em jogo com pênaltis e gol contra Salgueiro e Serra Talhada empatam

Salgueiro e Serra ficam no 2 a 2 no Cornélio de Barros (Foto: Jadir Sousa)
Salgueiro e Serra Talhada se enfrentaram neste domingo (1º), quatro dias após o último encontro, pela 6ª rodada do Campeonato Pernambucano no Cornélio de Barros. As equipes entraram em campo, em diferentes situações na tabela. Enquanto o Carcará amargava a lanterna, o Cangaceiro ocupava o terceiro lugar no hexagonal do título. Para a equipe visitante vencer significava se firmar no G-4, já o time da casa precisava da vitória para se manter vivo na competição.

Em campo, o jogo poderia ser definido em uma única palavra, surpresa. Com gol contra e pênaltis, a partida acabou empatada em 2 a 2, com o último gol marcado aos 45 do segundo tempo. Mas as emoções não trouxeram os esperados três pontos que cada time gostaria e na tabela eles se mantiveram nas mesmas posições. 

O Carcará permaneceu ocupando a lanterna da tabela com cinco pontos e o Cangaceiro continua na terceira posição com sete pontos. Na próxima rodada, o Salgueiro enfrenta o Santa Cruz, também no Cornélio de Barros. Já o Serra Talhada recebe o líder Sport, no Nildo Pereira. As duas partidas acontecem no domingo (8), às 16 horas.

O JOGO

Precisando da vitória, as duas equipes entraram em campo buscando o ataque. Mas no início do jogo, ainda no primeiro tempo, enquanto o Salgueiro arriscava chutes de longe e não conseguia finalizar, o Serra Talhada criava as melhores oportunidades nas jogadas ofensivas. A melhor chance do Carcará aconteceu aos 17 minutos, quando Marlon cruzou para Kanu que quase marcou um gol de cabeça. Depois do lance, a equipe da casa pressionou o Cangaceiro, até que aos 30 minutos, Moreilândia tentou pelo meio e levantou para Paulo Júnior. A bola sobrou na área para Kanu, ele tentou dominar, mas na sobra, João Carlos tentou tirar para escanteio e acabou marcando o gol contra. 1 a 0 para o Salgueiro.

No segundo tempo, as equipes voltaram sem conseguir criar boas jogadas de ataque. A partida ficou truncada, sem muito trabalho para os goleiros. Até que aos 23 minutos, Mondragon teve sua primeira participação na segunda etapa, ao espalmar chute de Júnior Juazeiro. A partir daí, o Serra Talhada cresceu no jogo e passou a pressionar. 

A insistência do Cangaceiro teve resultado aos 26 minutos, quando Paulinho Mossoró, no meio de quatro jogadores passou para Lucas. O atacante bateu sem chance de defesa para Mondragon e garantiu o empate de 1 a 1. Com mais ritmo de jogo, o Serra buscou o gol de virada, até que aos 39 minutos, Júnior Juazeiro foi derrubado na área. Na cobrança do pênalti, ele mesmo bateu forte e marcou o gol da virada. O jogo já parecia definido, mas o Salgueiro correu atrás do empate e em jogada de ataque, a bola acabou resvalando na mão do zagueiro do Serra. Pênalti para o Salgueiro, aos 45 minutos. Rogério Paraíba partiu para cobrança e não desperdiçou. Depois do lance, o técnico do Serra Talhada, Cícero Monteiro, acabou sendo expulso. O placar final foi de 2 a 2.

Por 

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Após perder fora de casa, jogadores do Salgueiro miram jogo de domingo

Salgueiro não conseguiu segurar o Serra Talhada (Foto: Franklin Portugal)
Após a derrota de 1 a 0 para o Serra Talhada, no Nildo Pereira, os discursos dos jogadores do Salgueiro visavam o jogo de domingo no estádio Cornélio de Barros, contra o mesmo adversário. O resultado negativo tirou o Carcará do Sertão do G-4 e colocou na última posição do Hexagonal do título do Campeonato Pernambucano. 

– Quando você vem jogar clássico tem que dar algo mais. E clássico é decidido no detalhe. Acho que a gente pecou em uma falha, que teve a infelicidade de nosso zagueiro. Mas vamos descansar que domingo tem o jogo de volta – frisou o zagueiro Rogério. 

O atacante Anderson Lessa lamentou a maneira como o Salgueiro tomou o gol e, assim como Rogério, espera devolver a derrota, no Cornélio de Barros. 

– Um gol que a gente não esperava. Um bate rebate, a bola desviou no nosso jogador e acabou entrando. Mas agora é trabalhar. Trabalhar porque domingo a gente joga de novo contra eles, agora dentro de casa, e vamos buscar o resultado para voltar ao grupo dos quatro – afirma Lessa. 

Por 

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Com apagões e gol contra, Serra bate o Salgueiro e volta ao G-4 do estadual

(Foto: Franklin Portugal)
O Serra Talhada conseguiu entrar no G-4 mais uma vez, após vencer o Salgueiro, por 1 a 0, no Estádio Nildo Pereira, pela 5ª rodada do hexagonal do título do Campeonato Pernambucano. O gol dos donos da casa foi marcado contra, pelo zagueiro Raniere. A jogada começou com o lateral-direito, João Paulo, que cruzou na área e contou com a ajuda do adversário. Com a vitória, o time sertanejo soma seis pontos e espera o complemento da rodada para saber em que posição fica. Já o Carcará, que tentava a segunda vitória longe dos domínios, segue fora da zona de classificação, com quatro pontos conquistados.
 
O time da casa iniciou o duelo como manda o figurino, com boas jogadas pelas laterais e obrigando ao goleiro Mondragon a fazer boas defesas para salvar o Carcará. Mas aconteceu aos 21 minutos o primeiro apagão no Estádio Pereirão. Com uma das torres sem iluminação, a partida foi paralisada por 15 minutos. O tempo esperado para trocar um disjuntor foi suficiente para os técnicos conversarem com os atletas e tentarem corrigir os erros até o recomeço do jogo.
 
Mas, mesmo com as orientações passadas, as equipes reiniciaram o confronto da mesma forma que pararam. O Salgueiro insistindo em fazer ligação direta e o Cangaceiro esbarrando na defesa do time visitante.
 
Se não bastasse a primeira queda de energia, a torre de iluminação voltou a se apagar aos 45 minutos. Com isso, o árbitro Marcelo de Lima Henrique resolveu terminar a etapa inicial com o tempo regulamentar cravado.
 
Na volta para o 2º tempo, os problemas na iluminação, enfim, foram resolvidos. A equipe sertaneja voltou melhor novamente, mas não conseguiu furar o bloqueio do time visitante. Foi aí que, aos 33 minutos o lateral João Paulo cruzou a bola na área e Raniere tentou cortar, mas acabou fazendo o gol contra o patrimônio. 
 
As equipes voltam a se encontrar no próximo domingo, às 16h, no Estádio Cornélio de Barros. O duelo marca o início do returno do Campeonato Pernambucano.
 
 
Por GloboEsporte.com

De olho no G-4, Serra Talhada recebe o Salgueiro nesta quarta, no Pereirão

(Foto: Tiago Medeiros)
Colados na tabela do hexagonal do título do Campeonato Pernambucano e separados por apenas um ponto, Serra Talhada e Salgueiro se enfrentam nesta quarta-feira, às 20h, no estádio Nildo Pereira. A partida que é válida pela 5ª rodada da competição, será composta por duas equipes que fazem campanhas semelhantes no estadual. 
 
De um lado, o Cangaceiro, que em quatro jogos conseguiu apenas uma vitória - justamente no palco desse duelo, sobre o Santa Cruz por 3 a 0 - e três derrotas, para Central, Náutico e Sport. Por isso, esse confronto diante do Carcará é visto pelos jogadores e comissão técnica como o ponto de partida para uma reabilitação e uma reação no campeonato, visando entrar de vez no G-4 e manter viva a esperança de se classificar para as semifinais.
 
Do outro, o Salgueiro, que há uma semana vivenciava um clima de crise. O time não conseguia vencer na Copa do Nordeste nem no Campeonato Pernambucano. Até que a primeira vitória chegou e com ela a confiança do elenco. E é neste embalo, após vencer Moto Club, no Nordestão, e Santa Cruz, pelo estadual, que o Carcará vai para o clássico sertanejo. 
 
Além de tentar manter uma boa sequência, o time do técnico Sérgio China espera se firmar entre os quatro melhores do hexagonal do título. A equipe está na quarta posição, com um ponto a mais do que o Serra. Porém, nem tudo são flores. Para o confronto desta quarta, o time terá um desfalque muito importante.
 
Expulso contra o Santa, o capitão Marcos Tamandaré fica fora da partida. Thyego, que deveria ocupar o lugar na lateral direita, passou por uma cirurgia e também não joga. A tendência é que Clebinho ou Hyago seja improvisado na posição.  
 
A arbitragem será de Marcelo de Lima Henrique, auxiliado por Wlademir de Souza Lins e Fabrício Leite Sales.
 
Serra Talhada: Mesmo vindo de duas derrotas, o técnico Cícero Monteiro manterá a base dos últimos jogos, mas terá dois desfalques. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Luciano Totó dá lugar ao volante Wanberson. Já o atacante Júnior Juazeiro está machucado, e quem deve jogar em seu lugar é Pedro Maycon. Com isso, o time deve ser escalado com: Gleibson; João Carlos, Anderson, Alisson, Rafinha; Ramon, Wamberson, Paulinho Mossoró, Diogo; Bebeto e Pedro Maycon.
 
Salgueiro: É provável que pouca coisa mude no time que venceu domingo no Arruda. Sérgio China deve escalar o time com Luciano; Clebinho (Hyago), Ranieri, Rogério Paraíba e Marlon; Moreilândia, Pio, Vitor Caicó e Rodolfo Potiguar; Valdeir e Paulo Junior.
 
 
Por GloboEsporte.com